O que eu espero para 2017


Toda vez que começa um ano novo eu fico completamente empolgada para fazer listas de todas as áreas da minha vida, pra me prometer milhões de melhoras em mim mesma e pra cumprir todas as minhas metas. Acho que todo mundo pensa como eu, ano novo é um ritual de passagem em que a gente quer mudar, melhorar, ver novas perspectivas, realizar sonhos, conhecer lugares, cada um a sua maneira. 
Esse ano pra mim vai ser uma expectativa como sempre, mas dessa vez os lances serão mais altos, quero apostar em mim mesma e conseguir realizar todas as minhas metas, esse ano vai ser diferente, acho que assim como a maioria das pessoas eu faço listas e listas e realizo metade, ou menos, além de várias mudanças ao longo do ano. 

Resolvi eleger três coisas genéricas que espero pra esse ano, não muito pessoais, mas que eu preciso me esforçar pra conseguir. 

1. Sair da minha zona de conforto 

     Estou falando de um modo geral para todas as áreas da minha vida, quero ser mais independente, quero me conhecer melhor e quero encontrar dificuldades para aprender lidar com elas. Sinto que enquanto eu estiver na minha zona de conforto eu não saio do lugar, não consigo ir pra frente e assim eu quero um vida mais interessante, quero experimentar coisas, conhecer de tudo um pouco, sinto que preciso disso.  

2. Me amar mais 

        Me amar mais requer bastante coisa junto a isso, me respeitar, saber reconhecer o que é melhor pra mim e me colocar em primeiro lugar sempre. Me conhecer e cuidar de mim mesma é questão de prioridade agora nesse ano, quero ter tempo pra passar comigo mesma e aproveitar minha companhia, acho que isso é importante e eu tenho ignorado bastante.

3. Encontrar meu luga no mundo

        Eu sempre reclamei que não sabia o que queria fazer em relação a formação ou profissional e tudo mais, porém eu nunca fui atrás de encontrar meu lugar no mundo e de descobrir onde eu me encaixo, então esse ano eu quero focar em projetos profissionais que irão me ajudar a alcançar esse  objetivo.

A foto não tem muito a ver com o texto, mas foi lá em Paris que eu aprendi que preciso sair da minha zona de conforto e enfrentar meus conflitos de frente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Nome do seu Blog - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo